Fui convidada pela minha sister Viviane pra participar da Campanha Sinal Vermelho para a Violência Doméstica. Claro que aderi e faço questão de demonstrar o meu total apoio! E é uma atitude muito sensível pra mim, inclusive.

A iniciativa da campanha é do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) e tem como principal objetivo ajudar mulheres em situação de violência doméstica a pedirem ajuda nas farmácias. Ao todo, são mais de 10 mil fármacias e drogarias no Brasil em parceria com o projeto.

O gesto é bem simples: com um sinal “X” vermelho na palma da mão, que pode ser feito com caneta ou mesmo um batom, a vítima mostra que está em situação de violência em casa. Assim, o atendente da farmácia, com o nome e o endereço da vítima em mãos, deverá ligar para o 190 imediatamente e reportar a situação.

São dados alarmantes: em março e abril, o índice de feminicídio no país cresceu 22,2%, de acordo com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Atualmente, o Brasil é o QUINTO país no ranking de assassinato de mulheres.  Triste posição.

Muitas mulheres estão morrendo por não conseguirem pedir ajuda.

Se você estiver lendo esse texto, te convido a divulgar a Campanha Sinal Vermelho.

Alguma amiga ou pessoa próxima pode estar sofrendo violência “silenciosa” e precisa saber que existe como pedir ajuda. E é bom que os agressores saibam que A VÍTIMA NÃO ESTÁ SOZINHA e tem esse canal direto para pedir socorro. Isso pode inibí-los também.

A equipe Mulher na Bolsa está empenhada em unir forças para mudar esse quadro de violência contra as mulheres.

Vamos juntas?


#stopviolence

#sinalvermelhorparaaviolênciadoméstica

#sinalvermelho

#stopviolenceagainstwomen